ir para Página Inicial Telefone
 
página inicial
 
conheça a clínica
 
como chegar
novidades  
informativos  
tratamentos a laser  
outros tratamentos  
 
ACNE voltar

Acne é uma doença extremamente comum que afeta ambos sexos. Geralmente inicia na puberdade e, na maioria dos casos, torna-se menos evidente no final da adolescência. A intensidade das lesões é variada, podendo se manifestar desde de poucas e discretas lesões até formas mais graves e exuberantes. Nos casos mais intensos, principalmente, pode desencadear ou agravar problemas emocionais importantes. Se não for adequadamente tratada, pode deixar marcas físicas e psicológicas indesejáveis

Como surge a acne

A acne se forma nos folículos pilo-sebáceos, os quais são formados por um pêlo e uma glândula sebácea. Estes localizam-se principalmente na face e região anterior e posterior do tórax. As lesões geralmente têm início em indivíduos propensos quando a produção de sebo aumenta, mais freqüentemente durante a adolescência por estímulo hormonal. O P. acnes, uma bactéria habitante dos folículos sebáceos, degrada este sebo em componentes irritantes que, juntamente com outros fatores, induzem modificações no orifício de saída do folículo sebáceo, o qual fica obstruído. O sebo que fica acumulado, e modificado pelo p. acnes, provoca alterações na parede que reveste o folículo, o qual rompe e libera o seu conteúdo para dentro da pele, provocando uma intensa reação inflamatória e dando origem aos diferentes tipos de lesões da acne.

MITOS 

Dieta

A acne não é causada por alimentos. Muitas pessoas crêem que a ingestão de alguns alimentos piora a acne, principalmente chocolate e alimentos gordurosos, mas não há comprovação científica para este fato. Todavia, há opiniões diferentes quanto a importância da dieta no controle da acne. Por isso, recomenda-se evitar somente aqueles alimentos que claramente pioram as lesões. Contudo, a dieta nunca eliminará a acne completamente, nem será problema se um tratamento correto estiver sendo feito.

Higiene

A acne não é causada por higiene inadequada da pele, como algumas pessoas acreditam. Somente lavar a pele não melhora nem previne as lesões. Pelo contrário, a prática de medidas agressivas de limpeza da pele pode provocar a piora das lesões. Portanto, lavar a pele gentilmente, com água e um sabão suave, 2 vezes ao dia, parece ser o suficiente.

Sol

O bronzeado da pele pode mascarar as lesões da acne, mas este benefício é temporário. Apesar de parecer ter um efeito cicatrizante, o sol tem participação extremamente significativa como causa de envelhecimento (fotoenvelhecimento) e câncer da pele. Portanto, recomenda-se a observação das medidas de proteção solar, dando preferência a filtros apropriados para pele com acne, como aqueles em gel ou loção "oil free".
Por fim, existem muitos outros fatores que muitas pessoas acreditam piorar a acne. A maioria não passa de mito. O certo é que, uma vez instituído o tratamento adequado, eles não terão mais nenhum impacto significativo sobre a acne.

TRATAMENTO DA ACNE

Existem várias opções terapêuticas para o tratamento da acne. Cada uma apresenta indicações específicas. Mas, qualquer que seja o medicamento usado, é importante que se entenda que o tratamento da acne é um processo contínuo que exige semanas ou meses para que se obtenha resultados satisfatórios. Mesmo após alcançar melhora, o tratamento não pode ser imediatamente interrompido, pois existem várias condições relacionadas que devem ser avaliadas antes de se suspender um determinado tratamento.

Algumas recomendações especiais devem ser lembradas:

- Nunca se deve espremer as lesões, exceto por pessoas habilitadas para tal, pois a pressão faz com que a inflamação se espalhe e as lesões piorem, aumentando a chance da pele ficar marcada.
- O fato de alguém ter acne não impede o uso de produtos cosméticos e filtros solares. Contudo, deve-se procurar os não comedogênicos e priorizar os que geralmente são mais indicados para a pele acnéica, como os géis e loções do tipo "oil free".
- A gravidez pode causar alterações hormonais que induzem o surgimento da acne, mas as gestantes não devem fazer o uso indiscriminado de qualquer medicamento, mesmo que seja aplicado somente na pele, pois estes medicamentos podem ser prejudiciais à criança em formação.
- Procure um especialista para indicar o tratamento ideal.

Tratamento Local

Muitos produtos usados na higiene da pele alegam ser benéficos para a pele com acne. A maioria, porém, é desnecessária no momento que se institui um tratamento adequado. Uma limpeza vigorosa pode até mesmo piorar a acne, além de deixar a pele irritada, fazendo com que não tolere os medicamentos aplicados diretamente na pele. Por isso reafirmamos o princípio de que uma higiene delicada com produtos suaves geralmente é suficiente.
Entre os princípios ativos comumente usados, encontram-se o ácido retinóico, peróxido de benzoíla e os antibióticos tópicos, disponíveis em várias formas de apresentação, como cremes, loções e géis. Estes agem desobstruindo os folículos sebáceos e reduzindo o número de bactérias nos mesmos. Devem ser usados com cuidado, seguindo as orientações do seu dermatologista, pois podem causar irritação na pele, deixando-a sensível e vermelha.

Tratamento Sistêmico

Antibióticos por via oral são prescritos com freqüência para os casos moderados e graves, sendo particularmente úteis quando há muitas lesões no dorso e peito. Seu efeito terapêutico principal consiste em reduzir a quantidade de bactéria nos folículos. Alguns também apresentam efeito antiinflamatório, ajudando na diminuição da vermelhidão das lesões. Devem ser usados somente sob orientação médica, observando os cuidados necessários, pois há necessidade de monitoramento de eventuais efeitos colaterais e orientações específicas quanto à interação com outros medicamentos, inclusive anticoncepcionais.
Uma outra opção terapêutica sistêmica, amplamente utilizada na atualidade, é a isotretinoína (RoacutamR), a qual tem sido utilizada principalmente nos casos graves que não respondem a outros tratamentos. Apresenta efeitos terapêuticos extraordinários, mas deve ser utilizada com extrema cautela. Os pacientes devem fazer consultas regulares com exames laboratoriais periódicos a fim de monitorar possíveis efeitos colaterais do medicamento.

Outros Tratamentos

Existem várias outras possibilidades de se abordar a acne. Por exemplo, lesões intensamente inflamatórias podem necessitar de incisão e drenagem ou a injeção, dentro da lesão, de corticosteróide, um antiinflamatório, a fim de ajudar a regredir.
Alguns anticoncepcionais têm sido utilizados com sucesso no controle da acne, os quais se constituem numa ótima opção terapêutica, principalmente nas mulheres que já usam este método de anticoncepção. Por fim, outros medicamentos podem ser usados com indicações específicas.

Tratamento das lesões residuais (Marcas)

Existem vários recursos para se atenuar as marcas deixadas pela acne, mas a melhor maneira de manejar as lesões residuais é prevenir o seu surgimento através da instituição precoce do tratamento adequado. É necessário que primeiro se obtenha controle da acne, para, então, após a avaliação individual de cada caso, um plano terapêutico específico possa ser instituído. Entre as opções de tratamento, pode-se citar a subcisão, microenxertos de pele, exérese da cicatriz, peeling químico e dermoabrasão, entre outros.
A cada dia, novas opções estão sendo disponibilizadas para o tratamento das lesões ativas e residuais da acne. Por isso, consulte o seu dermatologista e tire as suas dúvidas.
 
PÁGINA INICIAL | CONHEÇA A CLÍNICA | COMO CHEGAR
Clínica Weiss - Todos os direitos reservados
Rua Hilário Ribeiro, 202 - 5° andar
Porto Alegre - RS - Brasil
by OuttaBlue