ir para Página Inicial Telefone
 
página inicial
 
conheça a clínica
 
como chegar
novidades  
informativos  
tratamentos a laser  
outros tratamentos  
 
SINAIS DE ALERTA voltar
Há três formas de Câncer da Pele. As duas mais comuns são o CARCINOMA BASOCELULAR e o ESPINOCELULAR, correspondendo a 90% dos casos. O MELANOMA MALIGNO, a terceira e a mais agressiva das formas, pode disseminar-se pelo corpo. Quando detectados precocemente e tratados adequadamente, cura-se praticamente 100% de todos os casos.
O uso regular de proteção solar, o auto-exame da pele e a imediata comunicação de alterações a seu Dermatologista fazem do câncer de pele uma doença altamente previsível e curável. Lamentavelmente, muitas pessoas se expõem inadequadamente ao sol, fazem uso de bronzeamento artificial e não procuram auxílio médico em tempo hábil.
Além do Câncer da Pele, o excesso de radiação ultravioleta pode causar dano aos olhos, diminuição da defesa do organismo e envelhecimento precoce.
FATORES DE RISCO PARA CÂNCER DA PELE
Ninguém está livre da possibilidade de desenvolver Câncer da Pele ou outros problemas de saúde, decorrentes da exposição errada aos raios ultravioleta, mas os fatores abaixo relacionados aumentam os riscos.

- Pele de cor clara.
- História Familiar de Câncer da Pele.
- História pessoal de Câncer da Pele.
- Exposição crônica ao sol.
- História de queimaduras solares severas na infância e adolescência.
- Certos tipos de sinais e grande número de sinais.
- Sardas são indicadores de sensibilidade e de dano solar. 
COMO SE PREVENIR
- Limite o tempo de exposição ao sol. Evite o horário entre 10 e 15 horas.
- Procure a sombra.
- Use chapéu e roupas adequadas.
- Use filtro solar com fatores de proteção 15 ou maior, regularmente. Quando exposto diretamente, reaplique a cada 2 horas.
- Use óculos de sol, com proteção 100% contra ultravioleta.
- Evite bronzeamento artificial.
- Mantenha crianças fora do sol. Filtros solares podem ser usados em crianças a partir dos 6 meses.
- Crie nos seus filhos práticas saudáveis de proteção solar.
AUTO EXAME
O Câncer da Pele pode desfigurar ou mesmo levar à morte. Mas, quando tratando precocemente é quase sempre curável. Lembre-se que 1 em cada 5 americanos homens desenvolverá câncer da pele. Combinado com uma consulta anual ao Dermatologista, o auto-exame de sua pele a cada três meses é o melhor método de detectar as alterações iniciais. Procure por novos sinais ou qualquer alteração na pele.
Você vai precisar de um ambiente iluminado, um espelho amplo, um espelho de mão e uma cadeira.


Examine a cabeça e a face, couro cabeludo e palpe os gânglios do pescoço.

Examine as mãos, incluindo as unhas. Não esqueça os cotovelos e braços.

Examine o tórax e as costas. As mulheres devem examinar também sob as mamas.

De costas para o espelho maior, use o espelho de mão para inspecionar a parte posterior do pescoço, nádegas, braços, costas, coxas e pernas.


Sentado, examine as pernas e pés, incluindo as unhas. Use o espelho de mão para examinar os genitais.

SINAIS DE ALERTA

Pelas características próprias da pele, o Câncer pode ser detectado precocemente. O auto-exame e o exame dermatológico, visando a determinar alterações que necessitam de tratamento, podem resultar na completa cura para todos os tipos de Câncer da Pele, a forma de Câncer que mais cresce no mundo todo.
- Lesão da pele que aumenta de tamanho ou que tem aspecto de uma pérola, translúcida (semitransparente), marrom, vermelha, rósea ou multicolorida.
- Sinal que mostra mudanças na coloração e /ou na textura, que se torna de bordas de formato irregulares, aumenta de tamanho, ou é maior que a ponta que não escreve do lápis.
- Mancha ou sinal que persiste com sensações de coceira, sangramento, " uma ferida que não cura", ou que cura e novamente abre, por mais de 3 semanas.
- Uma área da pele que, ao ser tocada, dá a sensação de lixa , áspera.
- A pele ao redor do sinal torna-se vermelha, ou se torna inchada.
- Sinal que apareça, após a idade dos vinte e um anos.
 
A B C D
A – ASSIMETRIA
Se traçar uma reta no meio do sinal, ou pinta benigna, as metades serão praticamente iguais, na maligna, não.
B – BORDA
Lesões benignas apresentam formato regular, bem definidas. Os malignos, ao contrário, são irregulares, com reentrancias e entalhes.
C – COR
As lesões benignas normalmente apresentam uma coloração marrom uniforme. As malignas, mostram variadas tonalidades de marrom ou preto e, as vezes, tons avermelhados, brancos e azuis.
D – Diâmetro
Uma lesão maligna normalmente é maior que a ponta não-escrevente de um lápis.
Observada qualquer alteração procure seu dermatologista. A pronta ação é sua melhor proteção.
 
PÁGINA INICIAL | CONHEÇA A CLÍNICA | COMO CHEGAR
Clínica Weiss - Todos os direitos reservados
Rua Hilário Ribeiro, 202 - 5° andar
Porto Alegre - RS - Brasil
by OuttaBlue